Seu carro está falhando? O problema pode ser mais simples do que você imagina: as velas de ignição! Esses dispositivos elétricos têm a função de conduzir a alta tensão que é gerada pela bobina de ignição para dentro da câmara de combustão. A faísca elétrica gerada a partir disso é o que provoca a queima da mistura entre ar e combustível que fica comprimida dentro da câmara de combustão. Ou seja: a vela de ignição é fundamental para o desenvolvimento do motor. Ela ainda tem relação direta com o consumo de combustível, rendimento e performance do motor e liberações de gases. Se você ainda não deu uma atenção especial para os cuidados com essa peça, não perca mais tempo.

A lista de defeitos que podem comprometer o desempenho das velas de ignição é grande. Muitos deles são provocados por combustível adulterado ou pela aplicação incorreta.  Confira agora os mais comuns:

4 problemas mais comuns nas velas de ignição:

Desgaste Natural

A vela de ignição pode sofrer com desgastes provocados pela erosão do eletrodo central mesmo quando ela é utilizada de forma correta. Os sintomas mais comuns para detectar esse problema são as falhas na aceleração e dificuldade na hora de dar partida no motor.

Desgaste causado por impurezas ou resíduos

Utilizar aditivos de má qualidade no óleo lubrificante ou combustível adulterado pode facilitar o surgimento de uma camada cinza e grossa na base do isolador e no eletrodo. Isso pode causar problemas como baixa potência e ignição por incandescência. Também pode provocar danos ao motor e ao catalizador.

Superaquecimento

O uso de velas de ignição incompatíveis com o seu veículo pode fazer com que a câmara de combustão alcance temperaturas muito elevadas. Isso pode levar a combustão por incandescência. Em alguns casos, esse problema pode acarretar em danos graves ao motor. As consequências mais comuns, no entanto, são falhas e baixa potência.

Desgaste excessivo dos eletrodos

Utilizar combustível adulterado no seu carro aumenta a possibilidade da presença de aditivos corrosivos no combustível e no óleo lubrificante. Essa corrosão pode levar ao desgaste excessivo dos eletrodos, ocasionando em dificuldades nas partidas e falhas na aceleração.

Para evitar esses problemas é muito importante se certificar da qualidade do combustível que você utiliza no seu veículo e conferir o modelo de vela de ignição indicado pelo fabricante do seu carro antes de realizar qualquer substituição. Cuidado com as peças falsificadas que existem aos montes no mercado. Podem até ser mais baratas que as de qualidade reconhecida, mas com certeza trarão prejuízos a longo prazo.